Eu já estava ficando com saudades de falar sobre a viagem ao Atacama.

Passamos da metade dos nossos dias no Atacama e esse próximo tour me tirou da cama as 4 da manhã. A van marcou de nos buscar as 5 da manhã, fomos dormir cedo no dia anterior e nos jogamos da cama para ir conhecer os Geysers. Eu coloquei 5 blusas, 3 calças, 3 meias, 2 luvas, gorro, cachecol e partiu.

 

 

Localiza-se na bacia geotérmica que leva o mesmo nome a 129 quilômetros ao leste da cidade de Calama e a 90 quilômetros ao norte de San Pedro de Atacama, a cerca de 4.320 metros de altitude.
As grandes colunas de vapor saem para a superfície através de fissuras na crosta terrestre, alcançando a temperatura de 85°C e 10 metros de altura.
Os gêiseres de Tatio são formados quando rios quentes subterrâneos entram em contato com rochas geladas, por causa da temperatura ambiente muito fria. A temperatura no local costuma ser negativa, variando entre zero e menos vinte graus celsius (fonte)

Quando chegamos no Geysers ainda estava muito escuro e a temperatura chegou a -17 graus (com sensação térmica de sei lá – 30 haha) . Foi minha primeira experiência com tanto frio, o nosso guia nos levou pra dentro de uma salinha e lá nos serviu um café da manhã cheio de coisas quentinhas. Ainda estava escuro e era quase impossível me mexer de tanto frio e  eu não fui capaz de pegar uma câmera ou celular na hora que chegamos. Conforme o sol foi surgindo a  temperatura foi aumentando (mas não muita coisa viu).

Era muito legal andar entre todo esse vapor. Como o frio tinha dado uma amenizada eu tive a brilhante ideia de tirar a luva pra fazer alguns vídeos com o meu celular e a minha mão simplesmente travou de tão gelada que ficou. Eu fiquei tentando esquentar ela e uma mulher TOTALMENTE aleatória, viu meu desespero, viu meus dedos roxos e começou a esfregar minha mão entre as mãos dela, ela me salvou. Valeu aí mulher aleatória que me ajudou 🙂

Lá no passeio existe uma “piscina” natural com água aquecida. Eu não tive coragem de entrar, mais por preguiça de ter que tirar todas as mil camadas de roupas que eu estava, mas os meninos se aventuraram (o triozinho aqui no cantinho direito da foto acima) . Confesso que eu ri bastante deles tirando a roupa e entrando na água. Luiz ficou um pouco decepcionado porque disse que a água não era tão quente quanto ele esperava.

Normalmente no tour, você pode ficar uns 40 minutinhos dentro da água.

Minha dica pra esse tour é, agasalhe-se.